Famosos : Bruno de Carvalho impede criança de entrar em festa do estádio de Alvalade
Que acha? Deixe o seu comentário aqui.  

Bruno de Carvalho impede criança de entrar em festa do estádio de Alvalade

Criança vestia camisola do Benfica

Publicado por Luso Noticia em Famosos
Partilhar no Facebook
274 274 Partilhas

Bruno de Carvalho impede criança de entrar em festa do estádio de Alvalade

Maria Figueiredo Almeida, decidiu fazer a festa de aniversário do filho no estadio do clube do Sporting. 

No entanto os problemas surgiram quando uma criança foi impedida de entrar por vestir uma camisola do benfica. Tratavam-se de duas menina gémeas em que uma era do Sporting e outra do benfica:

Maria Almeida expôs a situação no Facebook.

«O meu filho convida os amigos para a festa de anos no estádio. Duas gémeas da turma são uma do Sporting e outra do Benfica. Por ordens do sr. Presidente queriam impedir que a criança vestida à Benfica, tal como a irmã estava à Sporting, entrasse na festa do amigo. Podemos dizer tudo o que quiserem, mas nisto não me revejo. Atitudes destas contribuem para uma crispação e sectarismo que são contrários ao que quero para os meus filhos, sócios desde que nasceram. O Sporting não é isto!»

.
Outros pais também ficaram revoltados com a situação:

«Eu tive o meu filho nessa festa e estou 300% de acordo com a Maria. Acho isto vergonhoso, triste… nunca tinha tido tanta vergonha de ser do Sporting. Vim o caminho para casa a tentar explicar ao meu filho o que ele não entendeu. E que é de facto incompreensível! Que valores está o clube a assumir!»

Maria explicou ainda que não permitiu que a criança tirasse a camisola:
«Ficou com a camisola vestida como tinha de ser. Isto não é a Coreia do Norte (ainda…)»

 
Terão sido os funcionários que informaram a mãe que se tratava de ordens de Bruno de Carvalho:

«Foi o que me disseram em varias instâncias. Foi incrível. Se não foram [ordens de Bruno de Carvalho], então os funcionários foram todos brainwashed [tradução: sofreram uma lavagem cerebral]. Se não foi dele a ordem, o Sporting permitiu isto. Alguém vai ter de se responsabilizar, e isto não vai ficar só pelo Facebook», garante Maria Almeida.

 
Esses mesmos funcionários terão-se dirigido diretamente à menina sem consultarem os pais deixando a criança a chorar. No momento em que isto aconteceu os pais uniram-se e «ameaçaram que não pagavam pela festa se não deixassem a menina entrar com a camisola».

«Os pais da menina ficaram muito aborrecidos porque a conversa [sobre os clubes] já tinha existido em casa e incentivaram à total liberdade de escolha. Estes pais disseram às meninas ‘vão como quiserem que não vai haver problema nenhum’ e depois o mundo real veio dizer à menina que não era bem assim», explicou esta mãe.

Após a queixa «as funcionárias que acompanharam a festa foram muito atenciosas com a menina, procurando redimir-se do que tinha acontecido».

Partilhar no Facebook
274 274 Partilhas

Fonte: www.vip.pt
Crêdito foto: www.vip.pt

Goste/partilhe